segunda-feira, junho 25, 2012

OBJETIVO (07/09/02)


                        
No decorrer dos minutos,entre tumultos e insultos,encontrei o caminho
Árduo e imprevisível,tornou-se claro e evidente
Vejo portas se abrindo,idéias surgindo aos pouquinhos
Em minha mente,tudo se torna claro a minha frente.

Me enaltece e exalta no mais belo
Instante volúvel,único e criativo
Abstrato que era,se concretizou,e o último elo
Perdido que estava,aparece num mar de incentivo.

Despertei de um sono profundo,imundo,que entristecia
A alma no fundo,magoava o momento mais adequado
Destoavam as cores do arco-íris,pensamentos impuros,envelheciam
O sentimento exato e preciso,passava por tudo calado.

Mas agora sigo o objetivo sólido e incessante
Com metas traçadas,e o meu esforço
Não foi em vão,busquei constantemente
A coerência das palavras,e da tristeza em mim:Não se tem nenhum esboço.
                     Alexsandro Menegueli Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário