terça-feira, junho 26, 2012

GUERRA INVISÍVEL (24/10/07)


Diga-me por que a vida é tão inútil?
Os dias ensolarados não injetam qualquer ânimo em mim
Queria muito entender esse sofrimento que me devora
Essa agonia interminável que se estende mundo afora.

Se ando pelas ruas, o rumo não se faz presente
Perto da praça,observo com olhos vagos o imenso e lindo mar
Não sei o que está havendo, talvez perto da loucura.
Mas sigo vivendo todos os segundos, sem esperança, paz ou ternura.

Como queria ter alegria em meu sorriso, minha alma.
A visão que tenho do mundo poderia ser muito melhor
A dor que sinto não cessa, me castiga por todos os minutos.
E as palavras de carinho que recebo, transformam-se em insultos.

Sei que isso nunca passará, são anos e anos nesse tormento.
Mas guardo forças grandiosas, e elas me protegem de um sofrimento ainda pior.
Antes pensava que a morte seria a solução para tudo isso
Mas nunca entregarei as rédeas, pois vencer essa guerra será o meu compromisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário